arrow_drop_down
Devocional semana 4 - Deus falou comigo

Devocional semana 4 - Deus falou comigo

Compartilhar



Devocional de Abril

Semana 4: Deus falou comigo

 

Algumas pessoas ficam surpresas quando alguém lhes diz: "Deus falou comigo". Eu, fico surpreso com a surpresa delas.

Afinal, porque é que Deus não falaria? Em toda a Bíblia vemos relatos de Deus falando com o Homem e das mais diversas formas. Você verá Deus falando com as pessoas no Antigo e no Novo Testamento, falando com fiéis e com infiéis, trazendo boas ou más notícias.

Além disso, se fomos criados por Deus para termos comunhão com Ele, porque deveríamos estranhar  que Ele quisesse falar conosco?

Na verdade, eu creio que as pessoas não duvidam de que Deus fale; elas duvidam das pessoas que dizem que ouviram algo dele. Realmente, aí podemos começar a nos preocupar, afinal, é claro que nem todo mundo que diz "Deus falou comigo" está falando a verdade ou sabe o verdadeiro significado disso. Muita gente acha esse negócio perigoso, já que as pessoas podem confundir pensamentos próprios (ou até malignos) com a voz de Deus.

O perigo existe, mas será isto suficiente para abrirmos mão de uma benção tão grande e preferirmos fechar os ouvidos para Deus? Se o "jeito errado" é perigoso não seria melhor buscar o "jeito certo" em vez de rejeitar tudo?

O que eu creio é que não há nada mais importante para uma pessoa do que ter o seu caminho dirigido por Deus. São tantas as decisões que tomamos e que podem mudar radicalmente nosso futuro que não consigo imaginar a vida sem a direção d'Ele. Ainda mais quando se considera que vivemos em um mundo repleto de perigos e confusão.

Jesus respondeu aos religiosos que o contestavam "Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso, não me dais ouvidos, porque não sois de Deus.(Jo 8:47).

Será que devemos ter tanto medo de ouvir uma voz errada? Jesus disse: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.” (João 10:27).

Deus nos fala hoje, basicamente, por sua Palavra e pelo seu Espírito que habita em nós. Assim, temos uma direção objetiva (na Palavra), mas também pessoal, pois o Espírito nos guia em nossas necessidades pessoais. Isto foi prometido por Jesus e, portanto, não somente não deve ser rejeitado como deve ser buscado por nós.

Veja algumas promessas de Jesus: "Quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir." (João 16:13)

“ mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.” (João 14:26)

 

Sabe onde está, realmente, todo o problema nesta questão de ouvir a voz de Deus? É que nós descuidamos de nossa vida espiritual, de nossa comunhão com Deus; passamos longos períodos sem orar ou estudar a Palavra. Depois, quando tudo dá errado queremos que Deus fale conosco e conserte tudo. Aí, Ele pode até falar, mas a gente não está em condição de ouvir.

Quem anda na presença de Deus, acostumado a ser guiado pelo Espírito, fica livre de muitas encrencas e, se precisar de um socorro extra, saberá entender que voz está ouvindo.

"Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração se encontram os caminhos aplanados."  (Salmos 84:5)


Por José Luiz Teixeira