arrow_drop_down
YAH Conference: filhos e servos

YAH Conference: filhos e servos

YAH Conference | filhos e servos

O primeiro preletor da YAH Conference foi o pastor Lucinho Barreto, da Igreja Batista da Lagoinha, trazendo uma reflexão sobre a diferença entre Filhos e Servos, com base na passagem de Lucas 15, com sua forte entonação e seu humor costumeiro.

Aprendemos que servos são os que vivem o cristianismo de uma forma religiosa, tratando Deus mais como alguém longíquo, distante ou como um chefe. Os filhos, por outro lado, são aqueles que vivem de uma forma legítima, por amor, se dedicando em conhecer ao Pai e vivendo de uma forma natural e leve.


Religiosidade é performance sem vida, ritual sem coração, é regra sem ação, é fazer tudo através de uma recompensa com fim em nós mesmos, mas Paulo deixa claro em Romanos 8 que nós não somos salvos por nós mesmos e nem pelas obras, mas somente pela graça de Jesus.

A performance, na frente de Jesus é dilacerada, afinal, nada no cristianismo é sobre a nossa própria força, nem pelas obras ou pelas pessoas que supostamente salvamos por meio da nossa pregação, mas somente através da graça de nosso Pai alcançamos a glória.

Através da performance nos tornamos servos, tentando de todas as maneiras chamar a atenção de Deus pelo esforço. No entanto, somos filhos, independente de onde nos encontramos ou como estamos, devemos parar de tentar segurar um fardo pelo nosso próprio braço e entregarmos tudo nas mãos de Deus, afinal, nossas obras de justiça são como trapos de imundícia, só Ele é justo, e somente Ele nos justifica.

É claro que filhos também servem, mas há diferença, os servos servem de forma a exaltar o seu chefe em busca de reconhecimento e/ou recompensas, e sua posição de servo depende das intenções de seu chefe. Os filhos, independente da situação, pertencem a Deus, pintados de ouro ou sujos de barro, afinal, suas condições não determinam a sua filiação.


Extremamente bíblico, o pastor passeou pelo texto e citou as grandes diferenças entre os dois filhos do texto de Lucas 15. Mesmo tendo um deles tomado parte da herança de seu pai e gasto com prazeres do mundo, prostitutas e coisas imundas, este ainda era filho e somente importava que este estivesse nos braços do Pai, que o recebeu com graça, não lhe imputando condenação sobre os seus pecados, antes, perdoando cada ato falho e cobrindo com um amor que vai além do entendimento e do senso de justiça humana.

O Pastor Lucinho finalizou o momento com uma ministração sobre os presentes, desceu do púlpito e orou com todos os que estavam na YAH Church, pedindo a Deus que Este exterminasse a identidade de servos e restituísse a identidade de Filhos. Foi um momento que levou muitos presentes às lágrimas.